Sobre

O córrego Tarumã, a exemplo de outros córregos e rios de muitas cidades brasileiras, encontra-se poluído, apresentando mau cheiro com maior ou menor intensidade, conforme o período de chuvas.
Diversas ações tem sido empreendidas para despoluir este córrego. Entre elas destacam-se  Ekopuku (GELSG), Projeto Córrego Tarumã (AMA-JS, Sanepar, PMC, GESLG).

O presente projeto de pesquisa sendo desenvolvido no Laboratório de Medidas, Magnetismo e Instrumentação (LAMMI) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) pretende instalar um sistema de monitoramento contínuo no rio para contribuir com estas iniciativas de despoluição.

Objetivos

Instalar uma rede de sensores no córrego Tarumã para monitorar diversas variáveis (nível, temperatura, turbidez, condutividade) em vários pontos do rio (20 a 30).

O monitoramento contínuo em tempo real poderá ser acessado pela web por pesquisadores e moradores do Bairro, com o objetivo de estudo e de conscientização.

Desenvolver e aperfeiçoar sistema de medição baseado em redes de sensores, e propor metodologia de analise dos dados para detecção de fontes de poluição.

Divulgação

DiaAgua2016

Poster Semana Mundial da água